Que bom ver voce por aqui! Deus o abençoe.

"O Senhor teu Deus esta no meio de ti,"

Que conforto maravilhoso saber que Deus esta em nosso meio.
Foi o que Cristo ensinou ao seus discipulos na narrativa de Mateus 8. 23 - 27.
Se os discipulos realmente vivessem a fé, não se intimidariam com a tempestade
que surrava o barco; a presença de Cristo, mesmo dormindo seria o bastante para
encorajar os corações daqueles homens.

Postagens Recentes

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

"

sábado, 23 de junho de 2012

Alimento


1 Guardai-vos de fazer as vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles; de outra sorte não tereis recompensa junto de vosso Pai, que está nos céus.
2 Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa.
3 Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a direita;
4 para que a tua esmola fique em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.
5 E, quando orardes, não sejais como os hipócritas; pois gostam de orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa.
6 Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.
7 E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque pensam que pelo seu muito falar serão ouvidos.
8 Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes.
9 Portanto, orai vós deste modo: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome;
10 venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;
11 o pão nosso de cada dia nos dá hoje;
12 e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também temos perdoado aos nossos devedores;
13 e não nos deixes entrar em tentação; mas livra-nos do mal. [Porque teu é o reino e o poder, e a glória, para sempre, Amém.]
14 Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;
15 se, porém, não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai perdoará vossas ofensas.
16 Quando jejuardes, não vos mostreis contristrados como os hipócritas; porque eles desfiguram os seus rostos, para que os homens vejam que estão jejuando. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa.
17 Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto,
18 para não mostrar aos homens que estás jejuando, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.
19 Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam;
20 mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consumem, e onde os ladrões não minam nem roubam.
21 Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração.
22 A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo teu corpo terá luz;
23 se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes são tais trevas!
24 Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.
25 Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou pelo que haveis de beber; nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário?
26 Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas?
27 Ora, qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado à sua estatura?
28 E pelo que haveis de vestir, por que andais ansiosos? Olhai para os lírios do campo, como crescem; não trabalham nem fiam;
29 contudo vos digo que nem mesmo Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles.
30 Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé?
31 Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? ou: Que havemos de beber? ou: Com que nos havemos de vestir?
32 (Pois a todas estas coisas os gentios procuram.) Porque vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso.
33 Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
34 Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.

domingo, 17 de junho de 2012

VENCEDOR X PERDEDOR



Um vencedor é sempre parte da resposta.
Um perdedor é sempre parte do problema.
Um vencedor possui sempre um programa.
Um perdedor possui sempre uma desculpa.
Um vencedor diz “Deixe-me ajudá-lo”.
Um perdedor diz “Não é minha Obrigação”.
Um vencedor vislumbra uma resposta para cada problema.
Um perdedor vê todos os problemas, sem Resposta.
Um vencedor diz “Pode ser difícil, mas não impossível”.
Um perdedor diz “pode ser possível, mas é difícil”.
Um vencedor entende que sem Deus não poderá encontrar-se com o melhor, para a sua Vida.
Um perdedor crê que pode viver sempre baseado em seus Recursos próprios e seu orgulho pessoal.

Como os cristãos devem agir com os escarnecedores?


Em nosso cotidiano, temos contato com pessoas das mais diversas crenças e valores. Dentre estas pessoas, temos os chamados escarnecedores. Mas, o que significa “escarnecer”? Escarnecer significa fazer escárnio, ridicularizar, zombar, conforme o dicionário online de português (http://www.dicio.com.br/escarnecer/). E como devemos agir com os escarnecedores, que zombam de Deus e das Escrituras Sagradas? É o que veremos abaixo.
Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel No Salmo 1:1 está escrito: “Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores”. Através deste versículo, aprendemos que não devemos perder tempo com os escarnecedores. Procurem evitar, na medida do possível, o convívio com os escarnecedores. Quem escarnece só sabe zombar das coisas de Deus e se nós ficarmos muito tempo na presença dos escarnecedores, poderemos perder a paciência com eles. Como a Bíblia diz que devemos seguir a paz com todos (Hebreus 12:14), então, no que se refere aos escarnecedores, a melhor forma de vivermos em paz com eles, é evitando o contato.
No Salmo 14:1 está escrito: “Diz o néscio no seu coração: Não há Deus…” A própria Bíblia chama de néscio (tolo) aqueles que negam a existência de Deus. Então, não percam tempo tentando provar a existência de Deus para os escarnecedores; eles (os escarnecedores) são tolos. No caso deles, façam uso do seguinte ditado: “Os sábios calam-se, mas os indoutos (ignorantes) professam a sua ignorância”. Então seja sábio: cale-se e não perca tempo com os escarnecedores. É como Jesus disse: “Não lanceis aos porcos as vossas pérolas” (Mateus 7:6). Você não precisa provar nada para os escarnecedores.
Como pudemos ver acima, procurem evitar o contato com os escarnecedores e não percam tempo argumentando com eles. Não se desgastem com os escarnecedores, pois, eles não estão interessados em aprender sobre Deus e as Escrituras Sagradas. No máximo, orem por estes néscios, para que o Espírito Santo possa abrir o entendimento deles e assim, possam se voltar a Deus. Gastem o tempo de vocês com aqueles que estão realmente interessados em aprender sobre Deus. A melhor atitude que podemos ter com os escarnecedores, é ignorá-los. Espero que tenham gostado desta breve reflexão e até a próxima oportunidade, se Deus assim quiser

terça-feira, 12 de junho de 2012

Relacionamentos com Deus

 
O mais importante de todos os nossos relacionamentos é o Relacionamento com Deus. Enquanto vivemos para adorá-lo e glorificá-lo em todas as atividades da nossa vida (1Co.10.31), Deus em Sua graça realiza sua obra em nós nos habilitando a viver de modo adequado diante de Sua Presença. É por isso que o primeiro e maior mandamento é: "Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força. Este é o grande e primeiro mandamento" (Mt.22.37-38; Dt.6.5). Por isto, o Objetivo maior do homem é Glorificar a Deus e desfrutar desse relacionamento por toda a Eternidade.

Nosso relacionamento com Deus deve ser de tal forma que nossos outros relacionamentos sejam influenciados positivamente. O Amor deve ser o débito que temos com outras pessoas, nem uma outra coisa a mais. O Amor deve ser a constante dívida que devemos ter com outras pessoas. Contudo, a prática correta do conceito da dívida do amor é a constante retribuição ou restituição de sua dívida. Observe o que Paulo fala sobre isso: “ninguém fiqueis devendo coisa alguma, exceto o amor com que vos ameis uns aos outros” (Rm.13.8a). Esse reconhecimento de constante dívida e restituição é a essência da prática da Lei: “pois quem ama o próximo tem cumprido a lei” (Rm.13.8b). Não existe como compreendermos a Prática da Lei se longe de nós estiver a consciência da Prática do Amor. Esse é nosso dever para com nossos irmãos.


RICK MCKINLEY Dando o exemplo!

sábado, 9 de junho de 2012

Afinal, o que é a obra de Deus?


Amados irmãos em Cristo, a passagem do Evangelho de hoje, que está no livro de São João 6, 22-29, vem resumir para nós a resposta a esta pergunta: "Afinal, o que é a obra de Deus?"

Jesus assim nos ensina: "A obra de Deus é que acrediteis naquele que ele enviou". Portanto, a obra de Deus se resume na fé em Jesus Cristo, em crer que Ele é o caminho, a verdade e a vida, e que ninguém chega ao Pai, senão através dEle. Mas como fazer com que mais e mais pessoas creiam em Cristo Jesus, fazendo com que a obra de Deus aconteça em toda a humanidade. A única resposta para isso, queridos irmãos, é o TESTEMUNHO.

Existe uma frase, muito falada na Renovação Carismática Católica, e que é muito certa:
"o testemunho arrasta multidões". O testemunho é a chave da evangelização. Porque de nada adianta falar, falar e falar, se a pessoa realmente não viver aquilo sobre o qual ela prega. Se o pregador não vive o que prega, ninguém vai dar crédito àquilo que ele está falando. Mas se o pregador vive primeiro, para depois pregar, o seu testemunho é capaz de tocar o coração de todos aqueles que se dispõe a ouvi-lo.
São Francisco de Assis disse certa vez uma frase muito interessante que podemos usar como exemplo:

"Pregue o Evangelho todo o tempo e, se for preciso, use palavras".

Ou seja, a maior pregação que pode existir é o testemunho de vida, ou seja, é demonstrar em seus atos que você lê, reflete e vive a Palavra de Deus.
O problema é que, infelizmente, a maioria daqueles que se dizem cristãos não vivem nada do que Cristo ensinou. Intitulam-se cristãos, mas não conhecem a bíblia. E como viver algo que não se conhece? Mais ainda, como amar algo que não se conhece?
Portanto, irmãos, devemos nos esforçar ao máximo no sentido de conhecer a Palavra e vivê-la intensamente. Afinal, o que é a obra de Deus, senão fazer com que os Seus filhos conheçam o imenso amor que o Pai derrama sobre cada um de nós? E só podemos fazer isso se praticamos as lições de amor ao próximo que Jesus nos deixou... amando-nos uns aos outros é que experimentamos, de maneira concreta, o amor do Pai.

Pensem nisto! E assim buscarmos ler a Palavra e ter atitudes concretas para colocá-la em prática.


Fiquem com Deus!



texto de: Anaíle Flores de Paula Pacheco
Grupo de Oração Semeador
Inhumas/GO




Fazendo a nossa parte

Comente!

Veja os melhores videos gospel!

Loading...

Seguidores

Lembre-se sempre disto:

" O Deus Eterno sempre cumpre o que promete; ele é amoroso em tudo o que faz" ( Salmo 145.13b )

Follow by Email

Radio Missões Ide Semear