Que bom ver voce por aqui! Deus o abençoe.

"O Senhor teu Deus esta no meio de ti,"

Que conforto maravilhoso saber que Deus esta em nosso meio.
Foi o que Cristo ensinou ao seus discipulos na narrativa de Mateus 8. 23 - 27.
Se os discipulos realmente vivessem a fé, não se intimidariam com a tempestade
que surrava o barco; a presença de Cristo, mesmo dormindo seria o bastante para
encorajar os corações daqueles homens.

Postagens Recentes

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

"

sábado, 30 de julho de 2011

Cristãos são presos por participarem de culto de Páscoa



Apesar dos apelos dos grupos de liberdade religiosa, as autoridades chinesas continuaram sua ofensiva a uma Igreja proeminente do país, impedindo centenas de Cristãos de realizar o culto de Páscoa ao ar livre no domingo.
Policias uniformizados e à paisana esperam os membros da Igreja Shouwang, um grupo de protestantes, se reunirem para um culto de Páscoa ao ar livre em um parque rodeado por uma cerca de metal recém-construída perto de uma zona comercial de Pequim, 24 de abril de 2011. A polícia chinesa deteve dezenas de cristãos, no local planejado para um culto proibido no domingo de Páscoa.
Dezenas dos 1.000 membros da Igreja Shouwang, uma das maiores Igrejas protestantes não registradas de Pequim, foram detidos, enquanto pelo menos 500 foram confinados em suas casas, de acordo com a China Aid Association.
“Estamos profundamente decepcionados que as autoridades chinesas tenham decidido interromper adoradores pacíficos que foram simplesmente celebrar a Páscoa hoje,” disse Bob Fu, fundador da China Aid e Pastor Presidente, em um comunicado neste domingo.
“Ao fazer isso, o governo chinês mais uma vez demonstra seu total desrespeito à liberdade dos cidadãos chineses de base religiosa e liberdade de culto. Continuamos a exortar o mundo livre a se manter firme em solidariedade aos fiéis perseguidos na China.”
Esta é a terceira semana consecutiva que os membros da Shouwang foram impedidos de cultuar. Embora consciente dos riscos, a Igreja evangélica começou a agendar cultos ao ar livre este mês, após a intervenção do governo tornou-se impossível para a Igreja garantir um local fechado para reunião. A Shouwang tem sido expulsa de vários locais alugados.
Antes do culto de Páscoa, a Comissão dos EUA sobre Liberdade Religiosa Internacional apelou ao governo chinês que permita que os Cristãos prossigam com seus cultos de adoração durante a semana mais sagrada do Cristianismo, sem perseguição ou detenção.
O diretor da USCIRF, Leonard Leo denunciou a “intolerância” da China para a atividade religiosa pacífica e observou que, no caso da Shouwang, a Igreja procurou seguir as regras, mas em vão.
“A Igreja Shouwang tentou seguir as regras que o governo chinês continua mudando. A ação de Pequim ainda aliena o rápido crescimento do número de crentes religiosos na China, especialmente durante a Páscoa, a semana mais sagrada no Cristianismo,” disse ele numa declaração anterior.
Enquanto a China permite a liberdade de crença religiosa e protege as atividades religiosas, os grupos religiosos devem se registrar com o governo e os funcionários e funcionar de acordo com as entidades religiosas, como a Tríplice Autonomia do Movimento Patriótico e o Conselho Cristão da China.
Não cadastrados, ou casa, as Igrejas não estão proibidas, mas não estão autorizados a apoiar abertamente a realização dos cultos religiosos.
Antes da Páscoa, os líderes da Igreja Shouwang enviaram um e-mail para a congregação para informar a localização da reunião. O e-mail revelou que vários membros da Igreja tinham sido forçados a mudar ou deixar seus empregos, de acordo com o New York Times. Eles também indicaram que esperavam ser parados pela polícia.
De acordo com a China Aid, que monitora os direitos humanos e a perseguição na China, a polícia de Pequim agiu antes detendo quatro evangelistas da Shouwang na quinta-feira. Enquanto isso, o fundador da Igreja e pastor sênior, Jin Tianming, permaneceu sob prisão domiciliar.
Outras Igrejas em Pequim manifestaram a sua solidariedade para com a Shouwang se unindo em oração e jejum.
Em meio à crescente pressão de grupos de direitos humanos, juntamente com a USCIRF, os Estados Unidos está agendado para manter um diálogo de dois dias sobre direitos humanos com a China, que começa na quarta-feira. Os debates estarão centrados na evolução dos direitos humanos, liberdade religiosa e a liberdade de expressão, entre outras coisas.


Fonte: Christian Post

Polêmico livro com supostas denúncias sobre aproveitadores da fé alheia cita Silas Malafaia, Edir Macedo, Valdemiro Santiago, R. R. Soares e outros...


Gentil Lopes da Silva, professor da Universidade Federal de Roraima (UFRR), lança livro polêmico que denuncia o abuso religioso de diversos líderes.
Lançado pela Letra Capital Editora o livro O Tao da Matemática na verdade não trata sobre matemática, mas busca com um olhar critico denunciar o abuso da fé promovido por muitos dos líderes espirituais entre eles Silas Malafaia.
Gentil Silva, que já pertenceu durante cinco anos à Igreja Adventista do sétimo dia, e que há muito tempo chegou a fazer parte da União do Vegetal em entrevista ao The Christian Post, disse hoje ser uma pessoa sem religião, mas que acredita em Deus, porém não na concepção cristã de Deus – isto é, de um Deus pessoal (com características humanas).
“Desenvolvi uma concepção própria do que seja Deus. Exponho essa concepção ao longo do meu livro”.
Gentil conta que o livro O Tao da Matemática lançado há pouco mais de um mês, é fruto de sua decepção com o mercantilismo descarado promovido por muitas das religiões atuais.
A idéia principal do livro é pra lá de polêmica, Gentil conta que quer com essa obra denunciar muitos dos lideres espirituais que estão em ênfase hoje e disse que cita no livro tanto nomes evangélicos quanto católicos.
“[A idéia principal é] Denunciar que os bandidos trocaram o revólver pela Bíblia para assaltar cegos indefesos (ovelhas)”. Estes são os únicos bandidos que ainda gozam da proteção da lei.
Alguns dos nomes que segundo ele, são citados em seu livro incluem Edir Macedo, Silas Malafaia, Valdemiro Santiago, R. R. Soares e até mesmo padres como o Pe Léo e Pe Fabio.
Além de fazer sérias acusações, o livro O Tao da Matemática trata da prática religiosa e tenta construir a visão de um Deus diferente das religiões atuais, um Deus mais de acordo com a ciência atual – uma fusão entre ciência e religião.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Propósito


O propósito de Jesus ter vindo a este mundo foi o de dar a sua vida em resgate de muitos, em seu tempo de peregrinação na terra foi se aproximando do propósito do Pai e se achegando a cruz, mas se dedicou no processo de formação de discípulos, ensinando os mesmos a formarem outros, para que, através desse processo de reprodução, o Evangelho do Reino expandisse por todo o mundo.
Jesus teve um estilo de vida digno de ser imitado por seus seguidores,viveu nessa terra como um verdadeiro cidadão do céu, deixou aos seus seguidores a ordem de "fazer discípulos de todas as nações". Condicionamos a forma de fazê-lo aos dons de cada um, a diversidade de dons ajuda nesse processo de fazer discípulos, no entanto, temos que desempenhar nossa vocação de fazedores de discípulos levando sempre em consideração um estilo de vida que seja condizente com o tal papel.
Infelizmente, alguns não dão a devida relevância a isso no viver diário. Muitos não têm idéia de que ensinar alguém a observar e a guardar tudo o que Jesus ordenou, não se resume num ensino teórico, e sim prático, na verdade a prática enaltece a teoria.Por isso, não é novidade o fato de tantos naufragarem na fé, faltou discipulado, faltou mestres, faltou exemplo!

Texto de:  Pb. Francisco de Aquino, membro da Igreja “O Brasil para Cristo” Kemel – Poá e professor do Instituto Bíblico O Brasil para Cristo (I.B.B.C.) em Suzano e Poá.

POR QUE EVANGELIZAR?


Existem oito razões para “incomodar” as pessoas com a pregação do 
evangelho:
 


1. O amor de Deus. Evangelismo é um ato de amor (João 3:16, Mt. 5:45- 
44).



2. A ordem de Jesus. Evangelizar os nossos semelhantes foi o último 
mandamento do Senhor antes de partir.

3. O Dom do Espírito Santo. (João 15:26-27; 20:21-22). Somos 
enviados ao mundo por Jesus munidos com o Dom do ES.

4. O clímax da história. Evangelismo está conectado com o clímax da história que se dará no retorno de Jesus Mt.24:14. Evangelizar é apresentar esse clímax.

5. A responsabilidade da Igreja. Os únicos que podem tornar Cristo 
conhecido são os que O conhecem (Atos 20:26; II Co. 5:20; 4:1).

6. O privilégio do cristão. Temos recebido o ministério da pregação (I 
Tm. 1:11,13-15).

7. A necessidade da humanidade. Bilhões de seres humanos estão condenados se não anunciarmos a eles as boas novas de Jesus Cristo (Ef. 2:1,12; II Co. 4:3-4).

8. A alegria da missão. Os Céus se alegram quando um pecador se 
arrepende. 



Não deveria acontecer o mesmo conosco?

Há muito trabalho a ser feito, mas falta trabalhadores!




OS CONTINENTES DA TERRA
1 – ÁFRICA
1.      Países – 53
2.      Área Geográfica – 30,2 milhões de Km2
3.      População – 924.5 milhões de habitantes
4.      Grupos étnicos – 3.500
5.      Línguas faladas – 2.110
6.      Tradução da Bíblia (Bíblia 130 – NT 237 – Porção 250)
7.      Religião (Cristão – 48,17%; Muçulmano – 41,32%; Tradicional étnica – 8,74%)

2 – AMÉRICA
1.      Países – 35
2.      Área Geográfica – 42,23 milhões de Km2
3.      População – 897 milhões de habitantes
4.      Grupos éticos - 11
5.      Línguas faladas – 1.183
6.      Tradução da Bíblia (Bíblia 25 – NT 245 – Porção 200)
7.      Religião (Cristão – 86,61%; Sem religião – 8,16%;Tradicional étnico - 2,73%)

3 – ÁSIA
1.      Países – 45
2.      Área Geográfica – 44,5 milhões de Km2
3.      População – 3,9 Bilhões de habitantes
4.      Grupos étnicos – 3.550
5.      Línguas faladas – 2.240
6.      Tradução da Bíblia (Bíblia 110 – NT 199)
7.      Religião (Muçulmana – 24,69%; Hindu – 22,08%; Sem religião – 19,16%)

4 – EUROPA
1.      Países – 49
2.      Área Geográfica – 10,3 milhões de Km2
3.      População – 744,3 milhões de habitantes
4.      Grupos étnicos –
5.      Línguas faladas – 269
6.      Tradução da Bíblia (Bíblia 48; NT 13)
7.      Religião (Cristão – 71,13%; sem religião – 22,79%; Muçulmano – 5,09%)

5 – OCEANIA
1.      Países – 14
2.      Área Geográfica – 8,48 milhões de Km2
3.      População – 33,2 milhões de habitantes
4.      Grupos étnicos – 1.238
5.      Línguas faladas – 1.362
6.      Tradução da Bíblia (21 Bíblia – 180 NT – 200 Porção)
7.      Religião (Cristão – 73,34%; Sem religião – 21,55% Hindu – 1,27%)

Extraído do Almanaque Abril e Operation World

O Plano da Salvação para o Homem


Nós fomos feitos por ele e para ele, mas o pecado nos afastou dEle e trouxe uma série de problemas que só serviram para complicar a nossa vida e impedir que nós conhecessemos a felicidade que Ele planejou para nós: Ele quer nos tranformar em FILHOS DE DEUS!
A Bíblia declara que:
  • Somos pecadores:
    "Todos pecaram e carecem da glória de Deus" (Romanos 3.23)
  • Estamos espiritualmente mortos:
    "O Salário do pecado é a morte" (Romanos 6.23)
  • Estamos condenados:
    "Quem nele crê não é julgado: o que não crê já está julgado" (João 3.18)
  • Estamos separados de Deus:
    "Vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus " (Isaías 59.2)
O único meio de salvação
Muitos como Buda, Maomé, Confúncio e outros, têm-se arvorado em salvadores ou possuidores do caminho da salvação. Todos esses falsos líderes porém, estão mortos. O único que pode salvar perfeitamente é Jesus Cristo, o Filho de Deus. Foi ele quem disse a seu próprio respeito: "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim", Jo 14.6. Pedro ao ratificar o dito de Jesus, afirmou: "E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos", At 4.12. A morte de Jesus na cruz pagou efetivamente o resgate de nossos pecados.
Qual foi então o preço de nossa redenção?
O sangue de Jesus Cristo ("sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo, conhecido, com efeito, antes da fundação do mundo, porém manifestado no fim dos tempos, por amor de vós", I Pe 1.18,19,20).
O que acontece quando somos salvos?
Jesus descreve a salvação como "Novo Nascimento". Sua declaração a Nicodemos acerca disso foi esta: "Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus" João 3.3.
O que Cristo fez na cruz por nós:
  1. Expiação
    E falou o Senhor: "... quando eu vir o sangue, passarei por vós..." Êxodo 12.13. O sangue de Cristo expia (ou cobre) nossos pecados, de modo a não pesarem sobre nós, livrando-nos do juízo eterno.
  2. Propiciação
    A propiciação indica que, não obstante Deus desejasse receber-nos, era impedido pela sua santidade, que exige a pena pelo pecado. Agora pelo sangue propiciador de Cristo na cruz, em nosso lugar, Deus já pode nos receber por filhos perdoados pela fé em Jeus, que morreu em nosso lugar. (Rm 3.25,26)
  3. Substituição
    Cristo Jesus tomou nosso lugar. Ali era nosso lugar devido aos nossos pecados, mas Ele substituiu-nos. Em I Pe 3.18 Lê-se: "Pois também Cristo morreu, uma única vez, pelos pecados, o justo, para conduzir-vos a Deus; morto, sim, na carne, mas vivificado no espírito".
  4. Redenção
    Tal como escravos destinados a leilão, estávamos nós para sermos vendidos por causa do pecado. Jesus pagou o preço da redenção, comprando-nos e dando-nos a liberdade. Nossa redenção está narrada em I Pe 1.18,19: "sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo".
  5. Reconciliação
    O pecador é inimigo virtual de Deus por causa do pecado. Ambos, Deus e o pecador, no entanto, são reconciliados e a inimizade é eliminada pelo sacrifício de Cristo. Em II Corintios 5.19, lemos "a saber, que Deus estava em Cisto, reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconcialição".
O Novo Nascimento representa a misteriosa intervenção de Deus, transmitindo-nos Sua própria vida, isto é, uma nova e maravilhosa geração em nosso espírito.
As boas novas do Evangelho
As melhores notícias que alguém poderia receber: Deus amou você em suas dificuldades, em seus fracassos e transgressões, viu a sua necessidade e enviou Jesus Cristo para que este tomasse sobre si a penalidade dos pecados que nós cometemos, e para que se tornasse nosso Salvador.
Como ser salvo
Sabendo que Deus o ama, que tem o melhor plano para sua vida e lhe oferece o perdão de seus pecados, fale com ele (em suas próprias palavras), e então...
  1. Confesse seus pecados:
    Mencione-os pelo nome: mentira, orgulho, mau gênio, roubo, desonestidade, ganância, adultério, ódio, idolatria, etc.
  2. Diga a Deus que está arrependido e disposto a abandonar seus pecados e entregar a Ele o direito de governar sua vida.
  3. Renuncie consagrações
    anteriores, como pactos, magias, santos ou guias, que você ou alguém tenha feito por você.
  4. Diga a Deus que crê nEle,
    que se dá inteiramente a ele, que quer o perdão de seus pecados, e que recebe a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. Ele cumprirá sua Palavra dando-lhe o perdão e recebendo-o em sua comunhão, como seu filho amado.
Como filho de Deus, já perdoado, você pode contar com a ajuda divina para viver uma vida transformada. Conserve uma atitude de arrependimento e fé, e procure obedecer o que a Bíblia ensina.

Se confiar humildemente em Cristo, você vencerá!
Procure uma Igreja mais próximo de sua residência ou trabalho.

sábado, 23 de julho de 2011

Orientações para evangelização eficaz




Ao anunciar a Palavra de Deus, o lema de quem é cristão deve ser o mesmo proferido pelos apóstolos Pedro e Paulo: importa agradar a Deus e não aos homens (Atos 5.29; 1ª Tessalonicenses 2.4).
Todos os dias são dias de salvação (2ª Corintios 6.2). Porém, em Eclesiastes 3, a Palavra de Deus informa que existe tempo para tudo. O pregador está inserido na questão de usar o tempo oportuno para falar e também para ficar calado.
Efésios 5.16 e Colossenses 4.5 falam em remir nosso tempo. Ora, a recomendação aconselha a cada um de nós otimizar o espaço de 24 horas que Deus nos dá. Quem é cristão precisa ter em sua agenda diária um espaço vago para nunca deixar de transmitir a mensagem nº 1 entre todos os assuntos que estão em nosso coração ardendo para ser falado. Diariamente, o cristão deve informar a alguém que Jesus Cristo é Senhor e único Salvador da Humanidade. Apesar desse compromisso importantíssimo, antes de cumprir essa tarefa inadiável é preciso orar. Na oração, pedir a Deus chances de fazer parte de momentos de evangelização às almas perdidas, momentos que ocorram segundo a direção dEle.
Quando evangelizamos guiados por Deus, estamos caminhando e falando segundo o Espírito Santo, e com certeza transmitindo a mensagem conveniente no momento certo do dia de quem está espiritualmente perdido.
O evangelista deve ser inteligente. Quem evangeliza pode alterar os horários de sua agenda para transmitir as Boas Novas, mas jamais deve interferir e atrapalhar a agenda daqueles que recebem a mensagem evangelística, provocando prejuízos a eles. Jesus é manso e humilde, não é arrombador de portas. Se uma alma não dá ouvidos para você, então combine com ela um horário em que possa ouvi-lo.
Ratifico: Nunca deixe de pregar a Palavra de Deus. Mas também nunca deixe de orar antes de pregar, pedindo que o Senhor coloque-o e em situações convenientes para quem o ouvirá. Orações assim são respondidas, pois essa é a vontade divina para sua vida.
Alguns cristãos, além da inconveniência de falar fora do tempo, falam em lugar errado e com interpretação bíblica errada também. São anacrônicos exacerbados, sendo até insuportáveis em algumas situações. Quando confrontados dizem que sofrem perseguição religiosa.
Há alguns deles que fazem uso de textos bíblicos em causa própria. Citam Mateus 23.23, ou outros versículos similares, que contenham adjetivos negativos, para atacar desafetos. Porém, nenhuma de suas citações servem de constatação de um fato comprovável. Ninguém passa a ser lobo, mercenário, hipócrita, ou víbora, só porque alguém usou trechos bíblicos com esses termos. Tal ação é cabível até de processo judicial, pois poderá ser configurada como calúnia, injúria e difamação.

"Que nenhum de vós padeça como homicida, ou ladrão, ou malfeitor, ou como o que se entremete em negócios alheios; mas, se padece como cristão, não se envergonhe, antes glorifique a Deus nesta parte" - 1ª Pedro 4.15-16.

Enfim, Deus não é criador de confusão.

Coração Insensato de novelistas da Globo pisa em cristãos outra vez!


No Brasil, Insensato Coração é a novela com maior número de homossexuais até o momento.


Segundo o jornal O Dia, a parceria Gilberto Braga e Ricardo Linhares, os autores, escreveram cenas de selvageria contra casais gays que irá ao ar nas próximas semanas.

Na segunda-feira, dia 18, uma cena causou protestos contra a Rede Globo. O personagem Chicão (Wendell Bendelack) tem uma fala em que ridiculariza os pais evangélicos, afirmando que eles são idiotas manipulados por um pastor evangélico, e por este motivo os tratam mal.

­A tentativa de ridicularizar líderes e cristãos evangélicos em geral gerou reações contra a emissora. O Pastor Silas Malafaia enviou carta de protesto à alta cúpula da emissora.

Faça o mesmo, mostre sua insatisfação:

Atendimento da Rede Globo:

Telefone: 400 22 884 (custo de uma ligação local)

E mail: http://falecomaredeglobo.globo.com/

Mas, não fique apenas nisso, faça levantamento das centrais de atendimento dos patrocinadores de Insensato Coração, e proteste contra eles por apoiarem enredo folhetinesco anticristão. Diga-lhes que como consumir você merece respeito e não aceita comprar marcas que se associem contra o cristianismo.

O personagem Chicão tem o destino traçado, será vítima de violência por causa de sua opção sexual nos próximos capítulos. Sugiro que os cristãos evangélicos acompanhem a trama e anotem os patrocinadores dessa novela. E se por acaso o roteiro colocar evangélicos como homofóbicos, espancadores de homossexuais, então usemos o telefone e o e-mail para reclamar a quem paga os salários desses autores, atores, atrizes e, por conseguinte gera lucros para a Rede Globo.

Façamos a cúpula da emissora, agências de propagandas e os detentores de marcas de patrocínios, constatarem que audiência alta nem sempre é sinal de aprovação do telespectador. Reaja. Proteste. Vá às compras e boicote marcas de produtos que não respeitam a sua fé e faça os fabricantes saberem que está comprando produtos da concorrência.

O artigo está liberado para cópias, para uso em todos os meios possíveis, desde que não seja com objetivo comercial, seja informado o nome do autor e também fonte de coleta. Eliseu Antonio Gomes; www.ubeblogs.net

LOUVOR E ADORAÇÃO

                                           

O que é o LOUVOR?  Glorificação, exaltação. Existem inúmeras formas de se louvar ao Senhor. Tudo o que você faz que agrade e exalta a Deus é louvor.
Neste estudo vamos nos restringir em apenas uma dessas formas, que é O LOUVOR A DEUS ATRAVÉS DA MÚSICA DIVINA.
Qual a diferença entre Louvor e Adoração? Adorar significa: expressar reverência, ter um sentimento de admiração reverente.
Já sabemos o que significa as palavras Louvor e Adoração; mas só isso não basta para pudermos entender sua intrínseca relação, já que Louvor e Adoração estão fortemente ligados. Podemos então relacioná-las dizendo que adoração é a forma mais elevada do Louvor.
No contexto musical, primeiro: começamos com o louvor (exaltando e glorificando o Senhor, com muita alegria e entendimento, dando graças e honra) depois, entramos na adoração (abrindo todo o nosso coração, em espírito e verdade, dizer o quanto amamos ao Senhor, declarando que só Ele é Deus e deixando tudo ao Seu controle).
A adoração é antes de tudo uma atitude do coração e não dos lábios. É ter o coração totalmente voltado para o Criador. É a ocupação reverente do coração humano com Deus. Essa “ocupação” começa numa meditação profunda sobre a grandeza e dignidade de Deus. É o sabor de Admiração por Deus!
Em segundo lugar, é um extravasamento destes pensamentos e emoções, os quais fluem espontaneamente. Eles não deveriam ser bombardeados ou forçados a saírem.
Em terceiro lugar é o derramamento da alma em profundas expressões de admiração e exaltação num maravilhoso envolvimento espiritual com o Espírito Santo de Deus Utilizando o método da “primeira menção, que nada mais é do que analisarmos a primeira passagem que a Bíblia aborda um dado assunto podemos aprender a profundidade da adoração, ou seja, da prova do amor a Deus. (Gênesis 22:1:18  vers. 5 nos mostra o motivo deste feito de Abraão: adorar.)
Como o louvor e a adoração trazem a bênção o Louvor é como um vapor que sobe diante de Deus. Esse vapor se condensa e descem sobre nós como as chuvas de bênçãos que vem do Senhor. (Oséias 6:3 e Joel  2:23 Somente há vida em nosso meio quando a chuva da presença do Senhor vem sobre nós. Muitos se questionam porque não há vida em suas obras, mas não percebem que gastam pouco tempo produzindo os vapores que subirão e retornarão sobre eles mesmos como a chuva do Senhor. Sem o vapor não há chuva.)
Barreiras a Adoração: Há algumas barreiras que impedem a adoração a Deus. Mas Deus quer lidar com todas elas e fazer-nos vencê-las. Ele não aceita nenhuma delas como uma razão válida de não o louvarmos. As pessoas esforçam-se em explicar a razão de não poderem adorar a Deus. Alguns tentam se desculpar com base em suas tendências e temperamentos, a verdade é que a Bíblia não isenta ninguém por nenhum destes motivos. Salmo 150:6 São elas: Pecado Condenação Mundanismo Tradições Religiosas Auto Imagem Repressão Satânica.

                          DICAS PARA LEVAR O POVO À VERDADEIRA  ADORAÇÃO

Preparação em oração, sempre e principalmente antes das reuniões:
TODOS (MINISTROS E MÚSICOS) Estar sempre atento e aberto a direção do Espírito Santo. Nunca estar ou colocar algum músico em evidência, chamando a atenção só para si. Fazer a ministração com ordem e decência. O músico deve ele mesmo começar o louvor e adoração para então a igreja seguir o seu exemplo e então entrar no mesmo sentimento na adoração e evitar exortar a igreja durante o louvor para que por si só entre na adoração, acima de tudo a obra é do Espírito Santo e só os que têm comunhão com Ele vai atender ao Seu falar.

                          CONDUTA E QUALIDADE DE UM MÚSICO
 Maturidade Espiritual, Discreto, Verdadeiro Adorador, Estar em sintonia com o resto do grupo e com o dirigente do louvor, Conhecimento bíblico: (Oséias 6:3 Vida Santa Humilde) (Habilidade: Salmo 33:3 MÚSICA)
Sua origem e criação. A música é algo divino e vivo, pois sua origem está no próprio Deus vivo. A música foi criada exatamente no dia em que Deus criou Lúcifer. Então, Deus criou a música para Lúcifer (Ezequiel 28:15-17 / Isaías 14:11). Esse mesmo texto em uma versão em “espanhol diz: “... teus tambores e flautas estiveram preparados para ti no dia de tua criação. ”" Com isso, podemos concluir que a Satanás foi dado todo o conhecer musical, e ele ainda o detém e o usa contra os cristãos e para capturar mais vidas. A música é capaz de controlar uma sociedade em seu corpo físico, em sua maneira de vestir, de se portar, de viver, de falar e de agir.
Histórico musical bíblico:  Segundo a bíblia, Deus deu a Jubal todo o conhecimento musical (Gênesis 4:21). Inicialmente, a música era para uso secular e esporádico; mais tarde, com Davi, passou a ser usada também para a adoração no Templo. O uso da música secularmente se dava em cânticos de triunfo (depois de uma vitória conquistada em uma batalha (Êxodo 14:29 até 15:19) e em festas (Isaías 5:12). Os reis costumavam possuir seus cantores e instrumentistas (2 Samuel 19:35), a música era usada nos funerais e as prostitutas aumentavam seus poderes de sedução com cânticos (Isaías 23:16). Já a adoração no Templo começou com o rei Davi (Neemias 12:44-46).
Ele, quando ainda moço tocava harpa e assim, expulsava os maus espíritos do rei Saul
(I Samuel 16:16-18; 18:10-12). Davi vivia constantemente louvando ao Senhor compondo salmos (I Crônicas 16:1-7). Davi foi quem separou todos os ministros da música para louvarem constantemente no Templo que seu filho Salomão construíra (I Crônicas 22:6-11 e 25:1). Além disso, Davi construiu instrumentos para que fossem usados no Templo (Crônicas 23:5) e ainda estipulou turnos para os músicos, dando-lhes a função de louvar ao Senhor todas as horas do dia como um grande coro.
A divisão era a seguinte: a cada hora, 12 músicos louvariam ao Senhor. E assim o louvor seria 24 horas por dia. Eram cantores, dentro de uma ordem de três famílias, todos descendentes de Levi (I Crônicas 25:1-7). Não tinham ouvintes sentados em confortáveis poltronas admirando-lhes. Nem tão pouco, cantavam esperando receber elogios e fama. Tinham diante deles a arca do Senhor e ministravam diretamente ao Senhor.
Havia também um coro vestido, que cantava enquanto os levitas carregavam a arca da casa de Obede-Edom para Jerusalém (I Crônicas 15:27). O louvor também era usado para acompanhar uma profecia (II Reis 3:15-19)

A MÚSICA: SUA PROCEDÊNCIA E INSPIRAÇÃO
A música pode ser de inspiração divina, humana ou satânica. A música já é algo divino, pois ela foi criada por Deus e para aqueles que O louvam, ele é a fonte de inspiração. Asafe, Jedutum e Hemã foram inspirados por Deus para escreverem belas canções e poesias; mas a Davi, além do dom de escrever Salmos, Deus lhe deu o dom de criar e construir instrumentos (I Crônicas 23:5). Portanto Deus é a nossa maior inspiração. (Salmos 118:14 e 40:3) A inspiração de origem humana pode ter seu lado puro.
Entretanto atualmente, está muito difícil achar pureza naquilo que o mundo pode oferecer. Por isso, temos que estar sempre vigilantes e em comunhão com o Espírito Santo para que possamos sempre andar segundo a vontade de Deus, nos apartando da aparência do mal. Hoje podemos citar os hinos nacionais e algumas cantigas infantis como inspirações meramente humanas. As músicas de inspiração satânica são facilmente percebidas: ou por sua letra e ritmo que convida à perdição e ao pecado; ou pelos seus compositores, que se declaram livremente servidores e adoradores de satanás (sendo assim, é satanás que usa essas pessoas para fazerem músicas de adoração ao seu próprio nome). A música satânica infelizmente controla a população mundial, pois são as mais tocadas nas rádios e as que estão na boca do povo, que muitas vezes cantando inocentemente essas músicas estão invocando a satanás e proclamando o seu reino, trazendo para si prejuízos, como, tristeza, angustia, dor, medo, incitação á violência para matar, roubar e destruir.

A DIREÇÃO MUSICAL DO CÂNTICO AO SENHOR
As músicas de origem Divina têm 03 direções: Cânticos que expressam a vontade de Deus ao homem. Aqui está o cântico profético que é a mensagem de Deus ao povo. Esse cântico é aquele que trás a palavra de Deus ao homem de forma cantada. Sofonias trouxe uma profecia cantada (Sofonias 3:14-17). Os cantores em I Cr. 25 foram escolhidos por Davi para profetizarem com harpas, alaúdes e címbalos (I Crônicas 25:2).
Cânticos que tem origem do homem para Deus. Aqui, entra a resposta do homem para Deus. Ocorre quando louvamos com uma oração cantada.
Geralmente está na 1º pessoa - “ EU. Essa música então é expressa em forma de adoração, exaltação ou agradecimento. Cânticos de homem para homem. São cânticos que surgem como forma de proclamação e estão ligadas as áreas de exortação; convite a louvar; é um chamamento à adoração. Contém uma mensagem dada por Deus que fala diretamente do homem para o homem.
Há cânticos de testemunho que podem ser vistos nos Salmos de número 105, 106 e 107 e o de número 23.
Há também cânticos de ensinamento que ensinam por através da música. A música é um excelente método de ensino.
Moisés ensinava a lei ao povo em forma de cântico (Deuteronômio 32:39). Portanto os cânticos podem restaurar o testemunho, a exaltação e o ensino.

O LOUVOR COM AS MÃOS LEVANTADAS
Muitos cristãos levantam as mãos somente quando vão orar por alguém; outros só levantam as mãos quando o louvor os convida; outros nem levantam, mas muitos levantam as mãos quando o Espírito o toca a fazê-lo. O levantar a mão deve ser algo do interior do nosso ser. Deve ser sincero e movido pelo Espírito Santo (Salmos 134:2).
Paulo adverte Timóteo, dizendo que mãos santas devem ser levantadas diante de Deus
(I Timóteo 2:8). Em Isaías, Deus fala ao seu povo que Ele rejeita as orações daqueles que levantam mãos impuras diante dele (Isaías 1:15, 16).

quarta-feira, 20 de julho de 2011

O BOSQUE


                                  

Tempos atras eu era vizinho de um medico cujo hobby era plantar arvores no enorme quintal de sua casa.
As vezes, observava da minha janela o seu esforço para plantar arvores e mais arvores, todos os dias. O que mais chamava a atenção, entretanto era, o fato de que ele jamais regava as mudas que plantava. Passei a notar, depois de algum tempo, que suas arvores estavam demorando muito para crescer. Certo dia resolvi então aproximar-me do medico e perguntei se ele não tinha receio de que as arvores não crescessem, pois percebia que ele nunca as regava. Foi quando, com um ar orgulhoso, ele me descreveu sua fantástica teoria.

Disse-me que, se regasse suas plantas, as raízes se acomodariam na superfície e ficariam sempre esperando  pela água mais fácil, vinda de cima.
Como ele não as regava, as arvores demorariam mais para crescer, mas suas raízes tenderiam a migrar mais para o fundo, em busca de água e das varias fontes nutrientes encontradas nas camadas mais inferiores do solo. Assim, segundo ele, as arvores teriam raízes profundas e seriam mais resistentes as intempéries. Esta foi a única conversa que  tive com aquele meu vizinho.

Logo depois eu fui morar em outro pais, e nunca mais o encontrei. Vários anos depois, ao retornar ao exterior fui dar uma olhada na minha antiga residência.
Ao aproximar-me, notei um bosque que não existia antes. Meu antigo vizinho havia realizado seu sonho! O curioso é que aquele era um dia de vento muito forte e gelado, em que as arvores da rua estavam arqueadas, como se não estivessem resistindo ao rigor do inverno, entretanto, ao aproximar-me do quintal do médico, notei como estavam sólidas as suas árvores: praticamente não se moviam, resistindo implacavelmente aquela ventania toda. Que efeito curioso, pensei eu... As adversidade pela qual aquelas árvores tinham passado, tendo sido privadas de água, pareciam tê-las beneficiado de um modo que o conforto o tratamento mais fácil jamais conseguiriam.


REFLEXÃO


Oramos demais para termos facilidades, mas na verdade o que precisamos fazer é pedir a Deus para desenvolver em nós raízes fortes e profundas, de tal modo que quando as tempestades chegarem e os ventos gelados soprarem, resistiremos bravamente, ao invés de sermos subjugados e varridos para longe.

Quantas vezes desanimamos pelas dificuldades da vida. Quantas e quantas vezes pensamos em desistir. Como sempre tenho dito: “A vida é o processo pedagógico de Deus”. Confesso que muitas vezes não entendo o porque de certas dificuldades, mesmo procurando Ter uma vida correta e digna diante de Deus. Recordo-me que houve situações em minha vida que eu suplicava para o Senhor abreviar o tempo. Hoje olhando para traz, vejo que cada situação difícil foi á forma encontrada por Deus para que as minhas raízes da fé se enraizassem na Sua Palavra e não nas circunstâncias favoráveis. Quanto mais alto for o prédio, mais profunda será a fundação. Não vale pensar em somente “crescer para cima” sem que antes pensemos em crescer para baixo”. Quem sabe se o que você está passando não é o Senhor aprofundando suas raízes Nele?

“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados por seu decreto.” Romanos 8:28

“Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações, sabendo que a prova da vossa fé produz a paciência. Tenha porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma.” Tiago 1:2-4

Neste dia... pense nisto!

Deus o abençoe...

                 

Fazendo a nossa parte

Comente!

Veja os melhores videos gospel!

Loading...

Seguidores

Lembre-se sempre disto:

" O Deus Eterno sempre cumpre o que promete; ele é amoroso em tudo o que faz" ( Salmo 145.13b )

Follow by Email

Radio Missões Ide Semear