Que bom ver voce por aqui! Deus o abençoe.

"O Senhor teu Deus esta no meio de ti,"

Que conforto maravilhoso saber que Deus esta em nosso meio.
Foi o que Cristo ensinou ao seus discipulos na narrativa de Mateus 8. 23 - 27.
Se os discipulos realmente vivessem a fé, não se intimidariam com a tempestade
que surrava o barco; a presença de Cristo, mesmo dormindo seria o bastante para
encorajar os corações daqueles homens.

Postagens Recentes

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

"

sábado, 23 de julho de 2011

LOUVOR E ADORAÇÃO

                                           

O que é o LOUVOR?  Glorificação, exaltação. Existem inúmeras formas de se louvar ao Senhor. Tudo o que você faz que agrade e exalta a Deus é louvor.
Neste estudo vamos nos restringir em apenas uma dessas formas, que é O LOUVOR A DEUS ATRAVÉS DA MÚSICA DIVINA.
Qual a diferença entre Louvor e Adoração? Adorar significa: expressar reverência, ter um sentimento de admiração reverente.
Já sabemos o que significa as palavras Louvor e Adoração; mas só isso não basta para pudermos entender sua intrínseca relação, já que Louvor e Adoração estão fortemente ligados. Podemos então relacioná-las dizendo que adoração é a forma mais elevada do Louvor.
No contexto musical, primeiro: começamos com o louvor (exaltando e glorificando o Senhor, com muita alegria e entendimento, dando graças e honra) depois, entramos na adoração (abrindo todo o nosso coração, em espírito e verdade, dizer o quanto amamos ao Senhor, declarando que só Ele é Deus e deixando tudo ao Seu controle).
A adoração é antes de tudo uma atitude do coração e não dos lábios. É ter o coração totalmente voltado para o Criador. É a ocupação reverente do coração humano com Deus. Essa “ocupação” começa numa meditação profunda sobre a grandeza e dignidade de Deus. É o sabor de Admiração por Deus!
Em segundo lugar, é um extravasamento destes pensamentos e emoções, os quais fluem espontaneamente. Eles não deveriam ser bombardeados ou forçados a saírem.
Em terceiro lugar é o derramamento da alma em profundas expressões de admiração e exaltação num maravilhoso envolvimento espiritual com o Espírito Santo de Deus Utilizando o método da “primeira menção, que nada mais é do que analisarmos a primeira passagem que a Bíblia aborda um dado assunto podemos aprender a profundidade da adoração, ou seja, da prova do amor a Deus. (Gênesis 22:1:18  vers. 5 nos mostra o motivo deste feito de Abraão: adorar.)
Como o louvor e a adoração trazem a bênção o Louvor é como um vapor que sobe diante de Deus. Esse vapor se condensa e descem sobre nós como as chuvas de bênçãos que vem do Senhor. (Oséias 6:3 e Joel  2:23 Somente há vida em nosso meio quando a chuva da presença do Senhor vem sobre nós. Muitos se questionam porque não há vida em suas obras, mas não percebem que gastam pouco tempo produzindo os vapores que subirão e retornarão sobre eles mesmos como a chuva do Senhor. Sem o vapor não há chuva.)
Barreiras a Adoração: Há algumas barreiras que impedem a adoração a Deus. Mas Deus quer lidar com todas elas e fazer-nos vencê-las. Ele não aceita nenhuma delas como uma razão válida de não o louvarmos. As pessoas esforçam-se em explicar a razão de não poderem adorar a Deus. Alguns tentam se desculpar com base em suas tendências e temperamentos, a verdade é que a Bíblia não isenta ninguém por nenhum destes motivos. Salmo 150:6 São elas: Pecado Condenação Mundanismo Tradições Religiosas Auto Imagem Repressão Satânica.

                          DICAS PARA LEVAR O POVO À VERDADEIRA  ADORAÇÃO

Preparação em oração, sempre e principalmente antes das reuniões:
TODOS (MINISTROS E MÚSICOS) Estar sempre atento e aberto a direção do Espírito Santo. Nunca estar ou colocar algum músico em evidência, chamando a atenção só para si. Fazer a ministração com ordem e decência. O músico deve ele mesmo começar o louvor e adoração para então a igreja seguir o seu exemplo e então entrar no mesmo sentimento na adoração e evitar exortar a igreja durante o louvor para que por si só entre na adoração, acima de tudo a obra é do Espírito Santo e só os que têm comunhão com Ele vai atender ao Seu falar.

                          CONDUTA E QUALIDADE DE UM MÚSICO
 Maturidade Espiritual, Discreto, Verdadeiro Adorador, Estar em sintonia com o resto do grupo e com o dirigente do louvor, Conhecimento bíblico: (Oséias 6:3 Vida Santa Humilde) (Habilidade: Salmo 33:3 MÚSICA)
Sua origem e criação. A música é algo divino e vivo, pois sua origem está no próprio Deus vivo. A música foi criada exatamente no dia em que Deus criou Lúcifer. Então, Deus criou a música para Lúcifer (Ezequiel 28:15-17 / Isaías 14:11). Esse mesmo texto em uma versão em “espanhol diz: “... teus tambores e flautas estiveram preparados para ti no dia de tua criação. ”" Com isso, podemos concluir que a Satanás foi dado todo o conhecer musical, e ele ainda o detém e o usa contra os cristãos e para capturar mais vidas. A música é capaz de controlar uma sociedade em seu corpo físico, em sua maneira de vestir, de se portar, de viver, de falar e de agir.
Histórico musical bíblico:  Segundo a bíblia, Deus deu a Jubal todo o conhecimento musical (Gênesis 4:21). Inicialmente, a música era para uso secular e esporádico; mais tarde, com Davi, passou a ser usada também para a adoração no Templo. O uso da música secularmente se dava em cânticos de triunfo (depois de uma vitória conquistada em uma batalha (Êxodo 14:29 até 15:19) e em festas (Isaías 5:12). Os reis costumavam possuir seus cantores e instrumentistas (2 Samuel 19:35), a música era usada nos funerais e as prostitutas aumentavam seus poderes de sedução com cânticos (Isaías 23:16). Já a adoração no Templo começou com o rei Davi (Neemias 12:44-46).
Ele, quando ainda moço tocava harpa e assim, expulsava os maus espíritos do rei Saul
(I Samuel 16:16-18; 18:10-12). Davi vivia constantemente louvando ao Senhor compondo salmos (I Crônicas 16:1-7). Davi foi quem separou todos os ministros da música para louvarem constantemente no Templo que seu filho Salomão construíra (I Crônicas 22:6-11 e 25:1). Além disso, Davi construiu instrumentos para que fossem usados no Templo (Crônicas 23:5) e ainda estipulou turnos para os músicos, dando-lhes a função de louvar ao Senhor todas as horas do dia como um grande coro.
A divisão era a seguinte: a cada hora, 12 músicos louvariam ao Senhor. E assim o louvor seria 24 horas por dia. Eram cantores, dentro de uma ordem de três famílias, todos descendentes de Levi (I Crônicas 25:1-7). Não tinham ouvintes sentados em confortáveis poltronas admirando-lhes. Nem tão pouco, cantavam esperando receber elogios e fama. Tinham diante deles a arca do Senhor e ministravam diretamente ao Senhor.
Havia também um coro vestido, que cantava enquanto os levitas carregavam a arca da casa de Obede-Edom para Jerusalém (I Crônicas 15:27). O louvor também era usado para acompanhar uma profecia (II Reis 3:15-19)

A MÚSICA: SUA PROCEDÊNCIA E INSPIRAÇÃO
A música pode ser de inspiração divina, humana ou satânica. A música já é algo divino, pois ela foi criada por Deus e para aqueles que O louvam, ele é a fonte de inspiração. Asafe, Jedutum e Hemã foram inspirados por Deus para escreverem belas canções e poesias; mas a Davi, além do dom de escrever Salmos, Deus lhe deu o dom de criar e construir instrumentos (I Crônicas 23:5). Portanto Deus é a nossa maior inspiração. (Salmos 118:14 e 40:3) A inspiração de origem humana pode ter seu lado puro.
Entretanto atualmente, está muito difícil achar pureza naquilo que o mundo pode oferecer. Por isso, temos que estar sempre vigilantes e em comunhão com o Espírito Santo para que possamos sempre andar segundo a vontade de Deus, nos apartando da aparência do mal. Hoje podemos citar os hinos nacionais e algumas cantigas infantis como inspirações meramente humanas. As músicas de inspiração satânica são facilmente percebidas: ou por sua letra e ritmo que convida à perdição e ao pecado; ou pelos seus compositores, que se declaram livremente servidores e adoradores de satanás (sendo assim, é satanás que usa essas pessoas para fazerem músicas de adoração ao seu próprio nome). A música satânica infelizmente controla a população mundial, pois são as mais tocadas nas rádios e as que estão na boca do povo, que muitas vezes cantando inocentemente essas músicas estão invocando a satanás e proclamando o seu reino, trazendo para si prejuízos, como, tristeza, angustia, dor, medo, incitação á violência para matar, roubar e destruir.

A DIREÇÃO MUSICAL DO CÂNTICO AO SENHOR
As músicas de origem Divina têm 03 direções: Cânticos que expressam a vontade de Deus ao homem. Aqui está o cântico profético que é a mensagem de Deus ao povo. Esse cântico é aquele que trás a palavra de Deus ao homem de forma cantada. Sofonias trouxe uma profecia cantada (Sofonias 3:14-17). Os cantores em I Cr. 25 foram escolhidos por Davi para profetizarem com harpas, alaúdes e címbalos (I Crônicas 25:2).
Cânticos que tem origem do homem para Deus. Aqui, entra a resposta do homem para Deus. Ocorre quando louvamos com uma oração cantada.
Geralmente está na 1º pessoa - “ EU. Essa música então é expressa em forma de adoração, exaltação ou agradecimento. Cânticos de homem para homem. São cânticos que surgem como forma de proclamação e estão ligadas as áreas de exortação; convite a louvar; é um chamamento à adoração. Contém uma mensagem dada por Deus que fala diretamente do homem para o homem.
Há cânticos de testemunho que podem ser vistos nos Salmos de número 105, 106 e 107 e o de número 23.
Há também cânticos de ensinamento que ensinam por através da música. A música é um excelente método de ensino.
Moisés ensinava a lei ao povo em forma de cântico (Deuteronômio 32:39). Portanto os cânticos podem restaurar o testemunho, a exaltação e o ensino.

O LOUVOR COM AS MÃOS LEVANTADAS
Muitos cristãos levantam as mãos somente quando vão orar por alguém; outros só levantam as mãos quando o louvor os convida; outros nem levantam, mas muitos levantam as mãos quando o Espírito o toca a fazê-lo. O levantar a mão deve ser algo do interior do nosso ser. Deve ser sincero e movido pelo Espírito Santo (Salmos 134:2).
Paulo adverte Timóteo, dizendo que mãos santas devem ser levantadas diante de Deus
(I Timóteo 2:8). Em Isaías, Deus fala ao seu povo que Ele rejeita as orações daqueles que levantam mãos impuras diante dele (Isaías 1:15, 16).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado, sua opinião é de fundamental importancia!


Fazendo a nossa parte

Comente!

Veja os melhores videos gospel!

Loading...

Seguidores

Lembre-se sempre disto:

" O Deus Eterno sempre cumpre o que promete; ele é amoroso em tudo o que faz" ( Salmo 145.13b )

Follow by Email

Radio Missões Ide Semear