Que bom ver voce por aqui! Deus o abençoe.

"O Senhor teu Deus esta no meio de ti,"

Que conforto maravilhoso saber que Deus esta em nosso meio.
Foi o que Cristo ensinou ao seus discipulos na narrativa de Mateus 8. 23 - 27.
Se os discipulos realmente vivessem a fé, não se intimidariam com a tempestade
que surrava o barco; a presença de Cristo, mesmo dormindo seria o bastante para
encorajar os corações daqueles homens.

Postagens Recentes

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

"

terça-feira, 31 de maio de 2011

Qual Igreja as pessoas tem visto hoje?


Qual Igreja as pessoas tem visto hoje?
1 Pedro 2:5

            Uma pesquisa feita com 20 pessoas de contexto pós-moderno, questionando sobre o que elas pensam da igreja. 
Eis algumas repostas curiosas: “Clube social cheio de regras!”, “Um local simplesmente.”, Problema...”, “Lugar da ignorância!”, “Sistema político disfarçado!” e “Governo de uma religião!”“. Contudo estas respostas também podem ser as respostas de algumas das pessoas que convivemos.
            Vamos tentar entender porque estas pessoas têm este tipo de opinião sobre a igreja, bem como nossa responsabilidade nesta visão.
            Para isso vamos responder duas questões antes.
A primeira questão é:  O que é igreja?

             A palavra grega ekklesia traduzida como "igreja" significa literalmente "chamado para fora, chamado". Mas chamados para fora do quê e para quê? Guardemos estas duas indagações para mais tarde.
            Sabemos que a igreja é mais do que uma religião, uma instituição ou um prédio, pelo menos, um prédio normal construído com pedras normais. A Igreja é um edifício e é construído com pedras, porém nada normal (1Pe 2:5).
            "Igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue"  At. 20:28
            Jesus não morreu para comprar terras e edifícios nem para estabelecer alguma instituição, Ele morreu para comprar as almas dos homens e mulheres que estavam mortos no pecado, mas que agora têm salvação e esperança de vida eterna (Rm 5:8). Jesus morreu pela verdadeira Igreja: eu e você.
            A Igreja sou eu e você chamados, convocados, para algo. Assim respondemos a primeira questão: IGREJA = EU.
O que nos remete a segunda questão:  Quem sou eu?

            Esta pergunta é complexa, pois muitas vezes, nós mesmos, não nos conhecemos bem. Mas lembrando, nosso enfoque é responder a primeira pergunta Qual Igreja as pessoas tem visto hoje? Sendo assim a pergunta acima é, quem você é para as pessoas?
            Há quem diz que: “Somos o que comemos”, não deixa de ser verdade, pois o que comemos reflete em nossa saúde, nosso corpo, ou seja, em nosso exterior. Buda diz “Somos o que pensamos. Tudo o que somos surge com nossos pensamentos. Com nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo.”, outra boa frase.
Nossos pensamentos influenciam sobre quem somos, entretanto Paulo diz que o bem que queremos fazer não fazemos e o mal que não queremos fazemos (Rm7:19).
            Mas eu gostaria de utilizar de outro pensamento: "Não é quem eu sou por dentro e sim o que eu faço é o que me define”. A frase é uma fala do filme Batman Begins, uma resposta ao Bruce Wayne (Batman) quando ele diz à mulher que ama, que aquela imagem de playboy não é ele, que por dentro ele é mais do que só um badalado playboy. Com todo respeito ao Buda, mas prefiro a frase do filme do Batman para definir quem somos para as pessoas.

            "Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte. E também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Pelo contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa. Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus".  Mt 5:14-16

            Somos luz do mundo, luz que é resultado do reflexo do amor de Jesus que um dia alcançou a mim e a você. Mas esta luz só pode ser vista se não estiver escondida dentro de nós, esta luz tem que brilhar diante dos homens e têm que ser vista pelas pessoas através das nossas ações, nossas boas obras.
                        É lógico que Deus te conhece independente de suas ações e que você não se resume apenas as suas ações, nos somos bem mais complexo do que isto.
Mas para respondermos “Qual Igreja as pessoas tem visto hoje?” Precisamos saber quem somos para as pessoas. O que define o que sou para as pessoas. Sendo assim respondemos a segunda questão: Eu = o que eu faço.

Conclusão
            Se temos:
·         IGREJA = EU
·         EU = O QUE FAÇO
            Então:
·         IGREJA = O QUE FAÇO  
 
            Voltando a idéia de sermos chamados (ekklesia), fazendo um paralelo ao povo de Israel, o povo escolhido (chamado) por Deus, temos a resposta de para que somos chamados. Não por merecimento, mas pela graça. Não somente escolhidos, mas sim escolhidos para ser benção a todos os povos. Não é um privilégio e sim uma responsabilidade (Gn 12:1-2).
            A Igreja é mais do que uma religião, do que uma instituição e um clube. Ela é eu e você chamados para fora. Fora do mundo, sem extremismo e fundamentalismo.
Para fora da falta de amor que há no mundo. Para fora do egoísmo que há no mundo.
            Por termos esta responsabilidade temos que ter em mente que o que nós fazemos irá definir qual tipo de igreja as pessoas irão ver. A Igreja é você em uma missão, é você conectado a Deus usando seus dons e passando a sua fé para aqueles que ainda não conhecem a Cristo Jesus. 

sábado, 28 de maio de 2011

Voce pergunta? A Bíblia responde!


Talvez estas sejam algumas interrogações que martelam em seu pensamento.

1 – Que será de mim depois da morte?

A Bíblia responde:

Aos homens esta ordenado a morrerem uma vez, vindo, depois disso, o juízo. ( Hebreus 9:27)

2 – Minha alma vai para o céu ou para o inferno?

A Bíblia responde:

Quem tem filho “Jesus Cristo” tem a “vida eterna”; quem não tem o filho de Deus não tem a vida ( 1 Joao 5:12).

3 – Como será o inferno?

A Bíblia responde:

O inferno é lugar de tormento na eternidade, que Deus preparou para o diabo e seus anjos, (Mateus 25:41) e para todo o ser humano que nesta vida se esquece de Deus “não obedecem a sua palavra” (Salmo 9:17) lá só haverá pranto e ranger de dentes ( Mateus 25:30).

4 – Como será o ceu?

A Bíblia responde:

Lá nunca mais terao fome, nunca mais terão sede ( Apocalipse 7:16). E Deus limpara de seus olhos toda a lagrima: e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor ( Apocalipse 21:4).

5 – Como saberei o caminho para escapar do inferno?

A Bíblia responde:

Disse Jesus: Eu sou o caminho, a verdade, e a vida. Ninguem vem ao Pai senão por mim (João 14:6).

6 – Quanto aos meus pecados?

A Bíblia responde:

O que encobre os seus pecados nunca prosperará; mas os que confessam ( a Deus ) e deixam, alcançam misericórdia. (Proverbios 28:13). E o sangue de Jesus nos purifica de todo o pecado(1 João 1:7).

Caro amigo, as interrogações que perturbam sua mente podem ser desfeitas em nome de Jesus...

Voce diz: Como???

A Bíblia responde:

Vá a uma igreja evangélica, e aceite a Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador

(Judas 25).

E ame ao Senhor teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças, este é o primeiro mandamento (Marcos 12:30).

A Bíblia é a carta de Deus enviada aos homens e oração é a carta do homem enviada a Deus.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Amar como Ele ensinou



“Cristo, único fundamento da Igreja”. (Cf. 1Cor. 3,11)

Paulo chegou a Corinto no ano 50. Era uma grande cidade da Grécia, famosa pelo importante porto comercial e muito animada devido às suas numerosas correntes de pensamento. Ali, durante 18 meses, o apostolo anunciou o Evangelho e lançou as bases de uma florescente comunidade cristã. Depois dele, outros continuaram a obra de evangelização. Mas os novos cristãos corriam o risco de apegar-se aos portadores da mensagem de Cristo, mais do que ao próprio Cristo. E assim nasciam as facções: “Eu sou de Paulo” diziam alguns; e outros, referindo-se sempre ao apostolo de sua preferência: “Eu sou de Apolo”, ou então: “Eu sou de Pedro”.
                Diante da divisão que inquietava a comunidade, Paulo, comparando a igreja a uma construção, a um templo, afirma com força que os construtores podem ser muitos, mas um só é o fundamento, a pedra viva: Cristo Jesus.
                Sobretudo neste mês, no qual em muitos países se celebra a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, as Igrejas e as comunidades eclesiais recordam juntas que Cristo é o único fundamento e que, somente aderindo a Ele e vivendo o seu Evangelho – que é único –, elas podem encontrar a unidade plena e visível entre si.

“Cristo, único fundamento da Igreja”.
                Alicerçar a nossa vida em Cristo significa ser uma só coisa com Ele, pensar como Ele pensa, querer aquilo que Ele quer, viver como Ele viveu.
                Mas, como podemos nos alicerçar Nele, enraizar-nos Nele? Como podemos nos tornar uma só coisa com Ele?
                Colocando em pratica o evangelho.
                Jesus é o Verbo, ou seja, a Palavra de Deus que se fez carne. E se Ele é a Palavra que assumiu a natureza humana, nós seremos verdadeiros cristãos se formos homens e mulheres que moldam inteiramente a própria vida de acordo com a Palavra de Deus.
                Se nós vivemos as suas palavras, ou melhor se as suas palavras vivem em nós, ate o ponto de nos transformar em “Palavras vivas”, somos um com Ele, estreitamo-nos a Ele; não mais o “eu” ou “nós” vive em todos, mas a Palavra.
Isso nos permite pensar que, vivendo assim, daremos uma contribuição para que a unidade entre todos os cristãos se torne uma realidade.
Assim como o corpo respira para viver, da mesma forma a alma, para viver, Poe em pratica a Palavra de Deus.
                Um dos primeiros efeitos disse o nascimento de Jesus em nós e entre nós, o que provoca uma mudança de mentalidade: injeta nos corações de todos, quer sejam europeus ou asiáticos, ou australianos, ou americanos, ou africanos, os mesmos sentimentos de Cristo , diante das circunstâncias , de cada pessoa da sociedade.
                Foi essa experiência de um dos meus primeiros companheiros de movimento, Giulio Marchesi, engenheiro de uma grande indústria e depois diretor de outra importante empresa em Roma. As muitas situações vividas no trabalho e em outras áreas sociais levaram-no à desagradável constatação de que, em todo o lugar, o que movia as pessoas eram objetivos egoístas; e que, portanto, não podia existir a felicidade neste mundo.
                Um dia porem, quando encontrou pessoas que viviam a Palavra de Vida, tudo pareceu mudar nele e ao seu redor. Começando também ele a viver o Evangelho, não tardou a perceber no coração uma sensação de plenitude e de alegria. Giulio escreveu:
                “Eu descobria a universidade das Palavras de Vida. Elas desencadeavam em mim uma verdadeira revolução, mudavam toda a minha relação com Deus e com o próximo. Para mim, todos eram irmãos e irmãs e eu tinha a impressão de conhecê-los desde sempre. Experimentei também o amor de Deus por mim: era só procurá-lo na oração. Resumindo, a Palavra vivida me tornou livre!”
                E ele continuou livre, mesmo quando, nos seus últimos anos de vida, ficou preso a uma cadeira de rodas.
                Sim, a Palavra vivida nos torna livre dos condicionamentos humanos, gera alegria, paz, simplicidade, plenitude de vida, luz. Fazendo-nos aderir a Cristo, transforma-nos pouco a pouco em outro Cristo.

“Cristo, único fundamento da Igreja”.
                Mas existe uma Palavra que resume todas as outras: é amar. Amar a Deus e amar o próximo. Nesta Palavra Jesus sintetiza “toda a Lei e os Profetas”.
                O fato é esse: cada Palavra, embora sendo expressa em termos humanos e variados, é Palavra de Deus; e uma vez que Deus é Amor, cada Palavra é amor, é caridade.
                Como viveremos, então, neste mês? Como podemos estreitar-nos a Cristo, “único fundamento da Igreja”? Amando da forma como Ele nos ensinou.
                “Ama e faze o que queres”, pois quem ama não erra, mas cumpre plenamente a vontade de Deus.

Neste dia!!!

Pense nisto.

Deus o Abençoe.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

CAMPANHA AQUECENDO CORAÇÕES

Neste domingo, arrecadamos 50kg de alimentos e 30 peças de agasalho! Foi um bom começo, mas a FOME e o FRIO é muito maior do que isso... Ainda tem muita gente nas ruas passando fome e com frio. Voce que ainda não participou, ajude a aquecer um coração! Traga sua contribuição, um pouquinho de cada um, se torna muito. Uma longa caminhada, começa com um simples passo. Continuamos esperendo voce...

Procure a igreja Evangelica Assembleia de Deus Madureira
Rua, Eurico Gaspar Dutra, 566 - Pq. Hipolyto - Limeira - São Paulo - Brasil 

E Participe!

 Mateus 25:42 - Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber;

 Mateus 25:43 - era forasteiro, e não me acolhestes; estava nu, e não me vestistes; enfermo, e na prisão, e não me visitastes. 

Mateus 25:44 - Então também estes perguntarão: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou forasteiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? 

Mateus 25:45 - Em verdade vos digo que, sempre que o deixaste de fazer a um destes meus pequeninos, deixastes de o fazer a mim.

domingo, 22 de maio de 2011

Caráter

Andemos dignamente, como em pleno dia, não em orgias e bebedices, não em impudicícias e dissoluções, não em contendas e ciúmes; mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e nada disponhais para a carne, no tocante às suas concupiscências. Rom. 13:13 e 14.
 
Enquanto eu cursava a faculdade, Walter B. Clark era o preceptor dos rapazes. Certa noite, enquanto dirigia o culto, ele disse: "O caráter é aquilo que você é no escuro." Ele poderia ter acrescentado: "E também o que você é de dia, quando acha que ninguém está olhando.”

Vários anos atrás, John Gosson se dirigia de moto a uma oficina de carros em Syracuse, Nova Iorque. Ele havia lido o anúncio de uma Honda; queria dar uma olhadinha e, quem sabe, comprá-la. Sem que ele o percebesse, o vento abriu o bolso de sua jaqueta, que continha 7.500 dólares - suas economias dos últimos sete anos.
As notas se espalharam pela rodovia. Os motoristas que passavam, pararam e se serviram daquela "chuva de dinheiro". Um motorista honesto, que conseguiu recolher 3.120 dólares, devolveu-os a Gosson. Outro, contudo, acrescentou um insulto ao dano, não apenas por ficar com o dinheiro que havia recolhido, mas ainda mandando ao infeliz jovem um cartão postal ofensivo, no qual se gabava de ter passado "férias pagas" na Califórnia. O cartão dizia: "Eu me senti no sétimo céu, juntando e guardando aquele 'troquinho' na rodovia, o qual, segundo descobri, pertencia a você."

Caráter de Prata Refinada

Vai sentar-se, como o purificador de prata, vigiando com atenção, até que todo o refugo tenha sido queimado. Purificará os levitas, os servos de Deus, e os limpará como se limpa o ouro e a prata. Assim, eles servirão a Deus com corações puros. Mal. 3:3 (A Bíblia Viva).

A parte de trás de objetos feitos com prata da melhor qualidade em geral traz estampada a palavra "sterling" (esterlina). Você sabe como se originou a palavra "esterlina"?
Segundo Walter de Pinchebek, que viveu por volta do ano 1300, havia na cidade de Hanse, no norte da Alemanha, um estabelecimento mercantil chamado Easterling. Os sócios dessa firma eram reconhecidos como sendo tão íntegros em suas transações, que receberam privilégios especiais no comércio e nos bancos. Os comerciantes da filial inglesa dessa firma obtiveram permissão para cunhar moedas com seu próprio nome. Essas moedas eram cunhadas com a palavra "Easterling". Compunham-se de 92,2% de prata e menos de 8% de liga (esta última era necessária para evitar que a prata se desgastasse muito rapidamente). Por fim, a palavra Easterling foi encurtada para "sterling" (esterlina) e daí em diante toda prata que atinge essas especificações passou a ser marcada como esterlina.

No verso de hoje, o Senhor é retratado como refinador de metais preciosos. Os refinadores de ouro e prata dos tempos bíblicos são descritos como estando assentados diante de uma fornalha, observando atentamente o processo de purificação, para que nada se perdesse do precioso metal (ver Isa. 1:25). Para que o resultado fosse o melhor, o refinador não aplicava calor de mais nem de menos. Quando o minério chegava ao ponto de fundir-se, a escória era removida sem danificar o precioso metal.
Deus freqüentemente usa provas que parecem "ardentes" para refinar o nosso caráter. Como o salmista diz:

"Tu nos colocaste no fogo para nos purificar, como se faz com a prata." Sal. 66:10 (A Bíblia Viva).

 “Esterlina" está para a prata assim como "cristão" deve estar para o caráter.



sábado, 21 de maio de 2011

O que voce tem feito para seu proximo? E para Deus?

Andando a Segunda Milha



Se alguém o forçar a caminhar com ele uma milha, vá com ele duas. Mateus 5:41

Não gostamos de fazer as coisas por obrigação. Dá a impressão de que estamos nos submetendo a um pedido despropositado e sendo inferiorizados. Esperneamos, argumentamos, reclamamos, mas não adianta. Obrigação significa ausência de diálogo. Não há opção. Não opine! Não discuta! Não há escolha.
Acredito que, fora do momento de combate, em nenhum outro momento o soldado romano era mais odiado do que quando recrutava um civil para carregar suas armas e equipamento. Mas Jesus não limitou a questão ao soldado romano: “Se alguém o forçar a caminhar com ele uma milha, vá com ele duas.”
Uma das características do verdadeiro cristianismo é produzir homens e mulheres da segunda milha. E o importante é como caminhar a segunda milha. Tenho que andar nela com alegria, com entusiasmo, sem ressentimento e sem reclamação.
Na primeira milha, você vai se encontrar com gente que chega na hora e sai na hora. Na segunda, vai se encontrar com quem chega antes e sai depois.
Na primeira milha, você vai ver pessoas que fazem até 95% do trabalho. Na segunda, pessoas que vão dos 95% aos 100%. Na primeira milha, você vai se encontrar com gente que inventa qualquer motivo para se ausentar do trabalho. Na segunda, vai se unir a gente disposta a dar mais energia do que se espera e até a se sacrificar.
A primeira milha está sempre cheia, congestionada. Os que viajam nela são os que perguntam: “Como é que eu posso fazer o mínimo e, mesmo assim, sobreviver no emprego?”
Somos chamados a andar a segunda milha mesmo quando a mesa está abarrotada de trabalho e as pessoas chegam fora de hora. Quando vem um pedido no fim do expediente e você está com acúmulo de trabalho. Quando passam para você uma carga extra de trabalho de outra pessoa que é “folgada” e preguiçosa. Você anda a segunda milha quando faz mais do que estão lhe pedindo. Até mesmo quando lhe pedem que faça uma coisa de que você não gosta, ou que seja desinteressante para você.
Em todos os postos de trabalho, em todas as posições, precisamos hoje de gente da segunda milha. Se a lei do menor esforço prevaleceu durante algum tempo, você deve estar atento porque, mesmo sem se falar de “segunda milha”, valoriza-se a tenacidade e a dedicação no trabalho.

Será que você pode honestamente dizer que é uma pessoa da segunda milha?

Fazendo a nossa parte

Comente!

Veja os melhores videos gospel!

Loading...

Seguidores

Lembre-se sempre disto:

" O Deus Eterno sempre cumpre o que promete; ele é amoroso em tudo o que faz" ( Salmo 145.13b )

Follow by Email

Radio Missões Ide Semear